create own website

Desenvolver em isCobol

Dê mais adrenalina ao seu Software

Página do programador Cobol

Algumas das funcionalidades que vai encontrar no isCobol

Multi-plataforma

COMPILAR CÓDIGO COBOL E EXECUTAR EM JAVA

COMPILAR UMA SÓ VEZ E EXECUTAR EM QUALQUER LUGAR
JAVA program-name
..........

Compilar uma só vez e executar em qualquer platforma não é apenas um slogan.
O isCobol compila código Cobol e produz executáveis que são classes 100% Java.
Estes executáveis "correm" em qualquer lugar onde o Java possa ser instalado, ou seja, virtualmente em qualquer lugar.

Esta é a base da tecnologia isCobol que possibilita ter programas Java sem ter de conhecer ou programar em Java.

Sem alterações no código, os programas isCobol podem ser executados em Windows, Linux, Unix, MacOs, sobre a Internet, em Mainframes, PC's, tablets e Smartphones, entre outras Plataformas e Sistemas Operativos.

Esta extrema portabilidade é uma grande vantagem para as empresas. Aumenta exponencialmente o mercado para as suas aplicações e, ao mesmo tempo permite oferecer soluções mais baratas aumentando a competitividade das aplicações. 

Execução na Internet

EXECUÇÃO DE PROGRAMAS NA INTERNET

Exportação automática para WAR (WEB ARCHIVE FILE).
SaaS (Software as a service).
..........
A opção Web Direct 2 (WD2) permite que qualquer programa possa ser executado por um browser, como se se tratasse de uma página Web.
Os programas não necessitam de alterações para serem executados desta forma.

No seu ambiente de desenvolvimento, o isCobol tem uma opção que permite exportar automaticamente o programa para o formato WAR (Web Archive File), ficheiro este que pode ser "deployed" em qualquer servidor web.

Adicional e facultativamente, o isCobol permite optimizar o "look" das páginas Web isCobol com a tecnologias Bootstap, icons Font Awesome e folhas de estilo CSS3.
Tudo isto pode ser integrado fácil e automaticamente no isCobol.

Por exemplo, para colocar um ícon adequado num botão cuja função é "mostrar o registo seguinte", basta indicar o nome do ícon na respectiva propriedade.
CSS-icon (nome da propriedade) FA-CHEVRON-CIRCLE-RIGHT (nome do ícon).
O compilador isCobol trata do resto.

Multi-Tarefa

EXECUÇÃO DE PROCESSOS EM SIMULTÂNEO

PERFORM THREAD paragraph-name 
CALL THREAD program-name  
..........

O programador Cobol sabe que quando aplica um "perform" o programa apenas prossegue após o regresso do "perform".

Com o "perform thread" isso não acontece. Utilizando esta cláusula "thread", o parágrafo irá ser executado em simultâneo com o programa pois o programa faz a chamada e prossegue imediatamente o seu curso.

Apesar de poderem existir 2 ou mais processos em simultâneo, é possível a comunicação entre eles. Uma das aplicações será a possibilidade de cancelar procedimentos (uma listagem por exemplo) enquanto estes decorrem.

O mesmo aconte com o "call program-name". O isCobol admite a execução de programas em simultâneo com o "CALL THREAD Program-name"..

Bases de daods relacionais

LIGAÇÃO A BASES DE DADOS RELACIONAIS

Intercalar comandos SQL no código Cobol e aceder a
Oracle, SQL Server, Informix, MySQL, PostgreSql, IBM DB2 e outras.

..........
No isCobol, os dados são independentes do programa. Mesmo um ficheiro JISAM pode ver alterada a sua localização, para um servidor Web por exemplo, sem ser necessário alterar os programas.

O compilador isCobol tem a capacidade de compilar código Cobol e comandos SQL dentro de um mesmo programa, sem qualquer dependência ou add-on externo.

Exemplo: seleccionar um cliente da tabela de clientes e fazer o display no écrando seu nome.
      03 ws-cli-codigo pic 9(7).
      03 ws-cli-nome pic x(80)
...
77 ws-codigo pic x(6),

perform ler-screen.
exec sql
      select * into :ws-cli-codigo, :ws-cli-nome, :ws-cli-morada, :ws-cPostal, :ws-clizona
      from clientes
      where cliCodigo = :ws-codigo, 
end-exec.
if sqlCode not = zeros
      display message "Cliente inexistente"
else
      display message ws-cli-nome.
end-if.

Bases de daods relacionais

FICHEIROS JISAM

Ficheiros ISAM seguros, de elevada capacidade e performance.
Esqueça os ficheiros em aberto e o Recover. 
..........
O meu cobol tem um sistema de ficheiros indexados (ISAM) de grande capacidade e performance. É possível ter o mesmo sistema com o isCobol? 

Sim, é possível. O isCobol tem a capacidade de conseguir ler a maioria dos ficheiros de outros dialectos Cobol.
Por outro lado, o isCobol tem um utilitário que permite importar os ficheiros ISAM para a sua própria tecnologia JISAM.
O JISAM é um poderoso sistema de ficheiros ISAM baseado e construído 100% em Java.

Os ficheiros JISAM podem ser usados numa gama alargada de plataformas, de Mainframes a dispositivos móveis.
Com o JISAM pode disponibilizar acessos rápidos e eficientes aos dados das suas aplicações em qualquer plataforma onde a tecnologia JAVA possa ser executada.

Principais Características do JISAM »»

Pré-visuaizar ou imprimir para PDF

IMPRIMIR NO FORMATO PDF

SELECT print-job ASSIGN TO PRINTER "-P PDF"
SELECT print-job ASSIGN TO PRINTER "-P PREVIEW"
..........

O isCobol tem capacidade própria, sem dependências externas, para imprimir no formato PDF assim como para pré-visualizar listagens no écran.
O programador não precisa de se preocupar com esta questão tal é a facilidade. Basta acrescentar ao Select o nome da impressora (para uma impressão para Spool, ou então "-P PDF" ou "-P PREVIEW" conforme se queira gravar em PDF ou Visualizar no écran.

A pré-visualização permite fazer pesquisas na listagem ou então imprimir ou exportar para PDF sendo que também é possível seleccionar sprnsd slgumas páginas para impreesão.
Também é fácil abrir uma janela de diálogo para perguntar a impressora a utilizar ou para indicar a pasta onde o PDF deve ser guardado.

O isCobol possui ainda uma rotina,  WIN-PRINT-SET ATRIBUTE, que permite atribuir propriedade ao PDF, como o autor, fontes e encriptação, entre outras.
No caso da encryptação podemos definir diversas propriedades que indicam se o documento admire alterações, se pode ser copiado (copy/pste), entre outras conforme a seguir se exemplifica. 
77 pdfcrypt-type pic 9(9) value 0.
78 pdfcrypt-no value 0.
...
78 pdfcrypt-aes-128 value 3. .
78 pdfcrypt-allow-printing value x#0100.
78 pdfcrypt-allow-modify-content value x#0200.
78 pdfcrypt-allow-copy value x#0400.  
78 pdfcrypt-allow-screenreaders value x#2000.  
...

Exemplo para encriptar com cifra AES128, não permitir copiar nem modificar o conteúdo, mas dar permissão de impressão:
add pdfcrypt-aes-128, pdfcrypt-allow-printing giving pdfcrypt-type
call "win$printer" using winprint-set-attribute "ENCRYPTION" pdfcrypt-type.

Estes parâmetros encontram-se pré-definidos no isCobol.
Se nada indicarmos, o default é 0, sem encriptação.

Exportar para XLS, XLSX

EXPORTAR PARA EXCEL EM XLS/XLSX

EXPORT-FILE-NAME "ficheiro.XLSX"
EXPORT-FILE-TYPE "XLSX"
..........

Não estamos a falar da produção de ficheiros de texto gravados com a extenção .CSV mas sim de uma verdadeira exportação para o formato XLS ou XLSX.

O isCobol tem capacidade própria para exportar para Excel e as caractéristicas das grelhas, incluindo cores e tipos de letra, acompanham a exportação dos dados.

A exportação é feita global e automaticamente e não exige código complexo mas apenas a definição de algumas propriedades, como acima é exemplificado. É também fácil abrir uma janela de diálogo para indicar a pasta onde o ficheiro será guardado.

77 var-name PIC  X  ANY  LENGTH.

PIC X ANY LENGTH é a definição de um campo alfanumérico com comprimento variável. No arranque do programa, estes campos iniciam com comprimento zero e durante a execução adoptam o tamanho do valor que para lá for movido.

São múltiplas as vantagens no uso desta definição; Os programas são mais pequenos e carregam mais rapidamente.
Esta opção é também muito útil na construção de tags XML e JSON.                                  
                                                                                        

DEFINIÇÃO DE VARIÁVEIS

Para além do PIC X ANY LENGTH, o isCobol suporta uma ampla variadade de definições para as variáveis. É garantida uma completa  compatibilidade com as definições de outros dialectos Cobol, nomeadamente no binário de campos compactados.

No entanto, para além das tradicionais definições do Cobol, o isCobol inova com a introdução de novos tipos de variáveis como 
COMP-9, FLOAT, DOUBLE, SHORT, SIGNED-SHORT, INT, SIGNED-INT, LONG, SGNED-LONG, HANDLE, entre outros.

Com estas novas definições garante-se uma ampla compatibilidade de dados entre o Cobol e outras linguagens.
Por exemplo: 03 field-name FLOAT.  ou  03 field-name SIGNED-LONG.

FILE STATUS

É possivel compilar os programas em modo de compatibilidade com outros dialectos antigos.
Assim, o isCobol garante uma completa compatibilidade com as linguagens legacy na gestão das operações de I-O .
Referimo-nos obviamente à facilidade de migração de aplicacões antigas.

Por exemplo, o isCobol sabe que o status code para Invalid Open mode, File already opened é
37,07 para Cobol 2002, Cobol85, MF e MS,  95,09 para Cobol74 ,  39,07 para VAX,  91,09 para DG e  93 para IBM.


Tab heading 4

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque quis quam in risus pulvinar ultrices eget non sem. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae proin accumsan odio.

Tab heading 5

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque quis quam in risus pulvinar ultrices eget non sem. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae proin accumsan odio.

Tab heading 6

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Pellentesque quis quam in risus pulvinar ultrices eget non sem. Vestibulum ante ipsum primis in faucibus orci luctus et ultrices posuere cubilia Curae proin accumsan odio.

Os ficheiros  Indexados  JISAM

CaracterísticasJISAM
Tamanho Máximo de Ficheiro9 ExaBytes (9.437.183 TeraBytes)
Comprimento máximo do Registo2 GigaBytes
Número máximo de chavesIlimitado
Comprimento máximo por chave256 bytes
Número máximo de registosIlimitado
Collating Sequence alternativaSuportado
Encriptação dos dadosSuportado
CompressãoNão suportado
Acesso ODBC e JDBCSim, através de File Server e UDBC
Dependências NativasNão
UtilitáriosisMigrate, JUTIL


Programação Orientada a Objectos

O isCobol possibilita que os clássicos programadores Cobol se possam adaptar de forma simples à Programação Orientada a Objectos e possam produzir interfaces gráficos rápida e facilmente.